terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Novo fim

"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim". Chico Xavier

Não sou espírita, nem ao menos simpatizo com o espiritismo, mas essa frase é tocante. Desde que a conheci confesso que me remeto a ela diversas vezes (agradeço a meu amigo Silvio César por tê-la me apresentado).

Depois de algumas experiências intensas, confesso que endureci, coloquei em risco perder a ternura, quase perdi a fé, amei mais os animais, me senti sozinha, desanimei, perdi o tesão, gastei mais dinheiro, parei de sonhar. Mas, graças a Deus, não me recalquei.

É muito triste ver mulheres lindas, inteligentes, generosas, mágicas e recalcadas. Que perdem tempo com inveja das amigas que vivem uma ilusão (seja ela profissional, familiar, romântica, não importa).

Eu cheguei a parar de sonhar! Como confessei alí em cima... mas continuei acreditando (quase perdi a fé) que os sonhos alimentam alguma coisa especial dentro de todo mundo, e essa coisa especial se transforma em energia de realização. Na minha fase sem sonhos, eu olhei pras minhas amigas "iludidas" e acreditei no amor delas, nos sonhos e compromissos delas, me alimentei deles, e me alimento ainda.

Então, caras amigas super modernas, super mulheres... somos fêmeas, esse "romance ingênuo" que tanto ofende "o mulherão furacão" equilibra o estrogênio e a progesterona presentes em nós. Vamos parar de pressionar as charlotes das nossas vidas para serem joanas darcs, porque a troca é real e bem vinda, equilibrando sutilmente a existência feminina.

Longa vida às amizades!

2 comentários:

Marcela Marson disse...

Longa vida às amizades!e abaixo aos recalques!
A vida é mto maior, bela e sim, simples!
Graças a Deus!
Beijocass

N. Ferreira disse...

Apoiadíssimo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!